30 de dezembro de 2011

Cerveja preta aumenta o leite?

Não. Apesar da antiga crença de que beber cerveja preta aumenta a quantidade de leite em mulheres grávidas, não existem estudos que comprovem o fato. E, na realidade, qualquer tipo de bebida alcoólica é contra-indicado nessa situação. Num estudo feito em 1993, a cientista americana Julie Mennella acompanhou lactantes que ingeriam bebidas alcoólicas e encontrou indícios de que elas produziam menos leite.

Ninguém sabe ao certo a origem da crença. Uma das hipóteses é que ela tenha surgido porque mulheres que ingeriam bebidas de alto teor alcoólico não eram bem vistas na sociedade. “A cerveja preta tem menos álcool que bebidas como a cachaça e, por isso, ganhou o status de bebida de ‘mulheres decentes’. Ou seja, mães. A partir daí, a relação foi se aperfeiçoando”, diz Maria Amélia Bitar, autora da tese “Aleitamento materno: um estudo sobre crenças e tabus ligados à prática”.

O que se sabe é que o mito não é exclusividade brasileira. E já foi levado tão a sério que, nos anos 80, nos Estados Unidos, foi criada a Malt Nutrine, uma bebida escura que era vendida em farmácias e recomendada por médicos para incentivar a produção de leite.

Nenhum comentário:

Postar um comentário